Frutose engorda?

Muitos especialistas da área de saúde afirmam que a fruta pode causar sérios prejuízos no corpo. Isso ocorre devido conter nela uma molécula de açúcar conhecida como frutose.

Alguns de nós, certamente, já ouviu afirmações que nos convenceram completamente de que frutose engorda, não é verdade?

É certo que existem gorduras presentes nas frutas bem como açúcares que fazem engordar.

Principalmente, se você comer mais de 100g que estão presentes diariamente, tais como encontrados nas maçãs, laranjas e bananas.

Mas será que essa frutose engorda mesmo? Até que ponto pode aumentar o peso? Veja abaixo!

O que é frutose?

A frutose é um carboidrato simples que, juntamente com a glicose, compõe a sacarose (aquele açúcar de mesa).

É encontrada em muitas fontes de plantas como mel, frutas, flores e vegetais de raiz. E se caracteriza como uma das três formas básicas de açúcar que nosso corpo pode usar como combustível (os outros dois são glicose e galactose).

Comer uma abundância de açúcares refinados – o que inclui frutose – definitivamente pode causar problemas que vão além de aumentar as calorias.

O consumo regular de bebidas açucaradas é particularmente ruim pelo fato de estar associado com o ganho de peso e a obesidade. Também com um grande risco de contrair câncer em homens e mulheres.

Por exemplo, pesquisas já indicaram que o consumo regular de frutose pode causar uma infinidade de doenças.

As mais comuns incluem hipertensão, obesidade, síndrome metabólica, diabetes, doenças renais e doenças cardiovasculares.

Estudos sobre se a frutose engorda 

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia convocou alguns participantes para consumirem 25% de suas calorias diárias de frutose ou glicose.

Após 12 semanas, ambos os grupos ganharam peso (devido a excessos), mas o grupo frutose experimentou efeitos colaterais negativos não observados no de glicose:

  • Aumento da quantidade de gordura visceral (abdômen)
  • Aumento da produção de gordura no fígado
  • Diminuição da sensibilidade à insulina
  • Elevado LDL (ruim) colesterol
  • Aumento dos níveis de triglicerídeos

Outro estudo realizado pela Universidade de Lausanne mostrou que 7 dias de uma dieta de alta frutose aumentou depósitos de gordura no fígado.

Também o músculo bem como triglicerídeos em jejum diminuíram a sensibilidade à insulina.

É importante destacar que apenas o seu consumo excessivo pode fazer mal à saúde.

Com a ingestão adequada, ou seja, equilibrada de acordo com o seu corpo precisa, a frutose é recomendada. Até porque desempenha papel fundamental no bom funcionamento do corpo.

Quantidade de frutose por dia

De acordo com a análise de ensaios clínicos avaliando a ingestão de frutose, 25-40 gramas de frutose por dia é totalmente seguro.

Isso é 3-6 bananas, 6-10 xícaras de morangos, 10-15 cerejas, ou 2-3 maçãs por dia. Ou, como diz o velho conselho, algumas porções de fruta todos os dias.

Efeitos nocivos do excesso de frutose

Como dito antes, a frutose só prejudica quando é consumida de forma exagerada. Assim como qualquer tipo de nutriente.

O ideal é sempre equilibrar as quantidades de carboidratos, proteínas, frutoses, gorduras, enfim, em sua dieta alimentar.

Sendo assim, comer muita frutose engorda sim. Além disso, estando sob a forma de açúcares adicionados pode:

  • Fazer o seu fígado sintetizar gorduras, que são exportadas como colesterol VLDL, o que leva a dislipidemia (triglicerídeos elevados e colesterol), gordura em torno dos órgãos e, em última análise, as doenças cardíacas
  • Aumentar os níveis sanguíneos de ácido úrico, levando a uma pressão arterial elevada
  • Causar deposição de gordura no fígado, potencialmente levando a doença hepática gordurosa não-alcoólica
  • Causar resistência à insulina, que pode levar à obesidade e diabetes tipo II
  • A resistência à insulina conduz a insulina elevada e fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1) em todo o corpo, o que pode em última análise, provocar cancro
  • A frutose não afeta a saciedade da mesma forma que a glicose, fazendo você comer mais calorias, automaticamente, se sua ingestão de frutose for alta
  • O consumo excessivo de frutose pode causar resistência à leptina, perturbar a regulação da gordura corporal e contribuir para a obesidade
  • O açúcar pode ser viciante.

E você? Como está consumindo frutas no dia a dia? Tem equilibrado o que come?

Comente o que achou desse artigo e compartilhe também!

Facebook Comments