Dieta Mediterrânea

 

Dieta Mediterrânea, como o próprio nome sugere, essa dieta se trata dos hábitos alimentares de quem mora perto do mar Mediterrâneo (países do sul da Europa, norte da África e sudoeste da Ásia).

Emagreça Rápido

Dieta Para Emagrecer

O cardápio da Dieta Mediterrânea é bem calórico, com o consumo de gorduras bem maior que o considerado normal em outros lugares do mundo, mas a maioria dos alimentos têm gorduras boas, como a que vem dos peixes e proteínas vegetais (lentilha, grão de bico e soja), mas o que chama atenção é que as pessoas que moram nesses lugares apresentavam peso sob controle e baixa incidência de doenças cardiovasculares, hipertensão e obesidade.

Faz parte dessa dieta não comer alimentos industrializados, apenas naturais, excluindo assim diversas substâncias químicas prejudiciais a saúde. Além disso, o consumo de açúcar nessa dieta é baixo e as gorduras boas ajudam no controle da saciedade, tornando a dieta mais eficiente e saudável.

Como fazer a dieta Dieta Mediterrânea

– Comer alimentos de origem vegetal diariamente (hortaliças, frutas, legumes, cereais, pães e sementes – além de laticínios, principalmente iogurte e queijo).

– As gorduras consumidas em maior quantidade (35 a 40% do total das calorias diárias), deve vir das nozes e do azeite de oliva.

– Peixe é recomendado no máximo 4 vezes por semana, mas o frango e a carne vermelha devem ser consumidos esporadicamente.

– Vinho tinto  deve ser ingerido regularmente, uma taça no máximo, sempre acompanhando as refeições (exceto quem não pode beber).

O arroz branco que costumamos consumir no almoço pode ser substituído por um prato raso de macarrão integral com molho de tomate, acompanhado por um copo de suco de uva integral e uma salada de folhas verdes regada com uma colher de sopa de azeite extra virgem.

– A sobremesa deve ser uma fruta, ou uma salada de frutas. Sempre esse tipo de opção.

– Consumir iogurte natural, com uma colher de sopa de semente de linhaça e um mix de frutas secas é o ideal para variar no lanche da tarde.

– A noite, a refeição deve ser mais leve, mas a posta deve ser sempre peixe e outras opções como legumes, saladas, sem esquecer do azeite (que deve ser constantemente ingerido nessa dieta, mesmo que em menor quantidade), e de uma taça de vinho para acompanhar a refeição.

Dica para a dieta

Por ser uma dieta calórica, o ideal é manter um intervalo um pouco maior que três horas entre as refeições.

Facebook Comments

Leave a Reply