As principais causas da síndrome do pânico 

0
275

O coração batendo, as ondas de calor em todo o corpo, a sensação de sufocar. Uma crise de pânico é dominada por sensações intensas e incontroláveis. 

Às vezes surge ao cruzar a rua, às vezes ao descer ao metrô e, embora possa desaparecer depois de alguns minutos, a pessoa que sofre com a crise de pânico sempre tem um forte sentimento de medo e insegurança. Conheça os sintomas, a seguir:  

Crise de pânico 

síndrome do pânico 
Síndrome do pânico

A crise do pânico é um distúrbio que pode levar a uma série de problemas significativos na vida diária da pessoa, às vezes até paralisando a pessoa. É um sentimento que é sentido de forma muito intensa, chegando a acreditar que pode acontecer a qualquer momento e que nesta situação será impossível controlar seu próprio corpo.  

E, às vezes, nos casos mais extremos, a pessoa pode deixar de realizar várias atividades por medo de que a crise se manifeste, e pode até mesmo parar de trabalhar, e evitar ficar sozinho em um único lugar. Muitos abandonam totalmente suas atividades diárias. 

Quais são os sintomas de um ataque de pânico? 

Quando uma pessoa tem uma crise de pânico, eles experimentam pelo menos quatro das seguintes sensações: 

  • Taquicardia; 
  • Tremores; 
  • Respiração, sufocação; 
  • Dor ou desconforto no peito; 
  • Náusea; 
  • Vertigem, instabilidade; 
  • Perda do senso de realidade; 
  • Medo de perder o controle de si mesmo, de enlouquecer; 
  • Com medo de morrer; 
  • Parestesia; 
  • Calafrios, ondas de calor. 

Quais são as possíveis causas? 

As principais causas de um ataque de pânico são estresse, fobias, trauma, entre outros fatores. Não podemos falar de um único fator para os sintomas dos ataques de pânico. O principal deles tem a ver com uma sobrecarga de níveis de ansiedade sofrida pelo indivíduo.  

Buscar um tratamento para crise do pânico é fundamental para uma saúde mais equilibrada, procure sempre auxílio.