Lábio leporino: o que é

0
179

O lábio leporino é uma malformação facial oral que surge desde muito cedo na gravidez, se desenvolve enquanto o bebê está crescendo dentro da mãe. Ocorre quando não há tecido suficiente na boca ou na área dos lábios, e o tecido disponível não se une adequadamente. 

Lábio leporino
Lábio leporino

Se trata de uma divisão física ou separação dos dois lados do lábio superior e aparece como uma abertura estreita na pele do lábio superior. Essa separação geralmente se estende além da base do nariz e inclui os ossos da mandíbula superior e / ou da gengiva superior. 

O que causa um lábio leporino? 

Na maioria dos casos, a causa do surgimento de um lábio leporino é desconhecida. Essas condições não podem ser evitadas, em muitos casos são devidos a uma combinação de fatores genéticos e ambientais. Pode haver uma chance maior se um irmão, pai ou parente tiver tido o problema. 

Outra causa potencial pode estar relacionada a um medicamento que uma mãe pode ter tomado durante a gravidez.   

Problema dentais em lábio leporino 

As crianças com lábio leporino são mais propensas a um número de cavidades maior que a média e muitas vezes têm dentes ausentes, extra, malformados ou deslocados que exigem tratamentos odontológicos e ortodônticos com um dentista especialista.  

Além disso, geralmente apresentam um defeito no rebordo alveolar. O alvéolo é a gengiva superior óssea que contém dentes. Um defeito no alvéolo pode deslocar, inclinar ou girar os dentes permanentes, impedir que os dentes permanentes apareçam e impedir a formação da crista alveolar. Esses problemas geralmente podem ser reparados através de cirurgia oral em um consultório odontológico especializado em estética dental 

Quem trata crianças com lábio leporino? 

Pode ser necessário o tratamento com profissionais de saúde de segmentos diferentes como:  

 

  • Cirurgião Plástico avalia e faz cirurgias necessárias no lábio;  
  • Um otorrinolaringologista para diagnosticar problemas auditivos e verificar a necessidade de tratamento para problemas auditivos; 
  • Um cirurgião oral que reposiciona os elementos da mandíbula superior quando necessário, além de melhorar a função e a aparência e reparar a fenda da gengiva; 
  • Um ortodontista tratamentos que visam endireitar e reposicionar os dentes; 
  • Um dentista para consultas odontológicas de rotina; 
  • Um prostodontista analisar a necessidade de implantar dentes artificiais e aparelhos dentários para melhorar a aparência, além de atender aos requisitos funcionais para comer e falar; 
  • Um fonoaudiólogo para analisar possíveis problemas de fala e alimentação. 
Facebook Comments