5 lugares para visitar em Guimarães

0
38

Alguma vez já visitou a considerada “cidade berço” de Portugal? Guimarães é famosa por ter sido palco da Batalha de São Mamede que, em 1128, transformou o Condado Portucalense numa nação independente: Portugal. É por isso uma das cidades históricas mais relevantes do país, e inclusive o seu centro histórico é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.  

Neste artigo, fizemos uma lista com os cinco lugares que não pode deixar de visitar quando for para GuimarãesTanto para quando estiver em viagem, como para o seu quotidiano, é importante saber os Números de telefones de atenção ao cliente de Portugal, ou seja, os canais de contacto com as principais empresas que atuam no país. Por isso recomendamos o portal Telefone-Número.com, onde vai encontrar as informações destas grandes empresas.  

Já agora deixamos as nossas sugestões com os cinco sítios de Guimarães a não perder: 

  1. Castelo de Guimarães 

Este castelo foi, inicialmente, um mosteiro construído no século X a pedido da condessa Mumadona Dias. No entanto, as constantes batalhas entre cristãos e mouros fez com que a Condessa quisesse construir uma fortaleza para a guarda dos monges e da comunidade cristã que vivia em seu redor. Assim surge o Castelo de Guimarães.  

Ligado à Batalha de São Mamede que, em 1128, levou à independência de Portugal, este também é chamado Castelo da Fundação. É um castelo mais conservado que os demais e que merece a visita.  

  1. Rua do Anjo 

Nesta rua está situado um dos restos da antiga muralha da cidade, o ponto exato que foi palco da Batalha de São Mamede, e onde está escrito “Aqui nasceu Portugal”. Por estar situada no centro histórico de Guimarães, é possível ir à pé até vários outros pontos que listamos neste artigo. 

  1. Praça de Santiago

     

Conta-se que uma imagem da virgem Santa Maria foi trazida até Guimarães pelo apóstolo São Tiago, que a colocou num antigo templo pagão que estava situado neste largo. Por isso, a praça passou a chamar-se Praça de Santiago. No século XVII foi construída aí uma capela dedicada ao santo, mas que foi demolida no final do século XIX.  

  1. Largo da Oliveira 

Este largo foi assim chamado depois de uma oliveira secular ter sido plantada no local. Além disso, depois de D. João I ter vencido a batalha de Aljubarrota contra as tropas de Castela, mandou construir o primeiro monumento gótico do Minho – a Igreja de Nossa Senhora de Oliveira (ou da Colegiada). Este largo está situado no coração do centro histórico, e a partir dele pode-se caminhar para vários outros pontos turísticos de Guimarães.  

  1. Citânia de Briteiros 

Descoberto em 1875 pelo arqueólogo Martins Sarmento, trata-se de um sítio arqueológico da Idade do Ferro – cerca de 1200 anos a.C. Está situado no alto do monte de São Romão, a cerca de 15km de distância da cidade de Guimarães. Esta citânia permaneceu ocupada até à época da invasão romana na Península Ibérica e foi abandonada no século III.